Home / Galeria de Fotos / Etec Jales implanta projeto de Ovinocultura e atrai a participação de criadores da região
Etec Jales implanta projeto de Ovinocultura e atrai a participação de criadores da região

Etec Jales implanta projeto de Ovinocultura e atrai a participação de criadores da região

A Etec Dr. José Luiz Viana Coutinho, de Jales, conhecida popularmente como Escola Agrícola, realizou em setembro a implantação do Projeto de Ovinocultura, para a produção de carne, pele e lã.

De acordo com o Médico Veterinário responsável pelo projeto, Prof. Leonardo Aurélio Silva, “o projeto vem com a proposta de melhorar o processo de ensino-aprendizagem e realizar a contextualização e a interdisciplinaridade entre as áreas de ensino oferecidas pela unidade escolar, preparando melhor o aluno para o mercado de trabalho, além de proporcionar aos discentes o conhecimento de uma nova fonte de renda com baixo investimento, visto que muitos fazem parte de agricultura familiar e são de famílias instaladas em pequenas propriedades rurais”.

Pensado para ser executado em etapas, para este ano estavam previstas ações de “Preparo da área de pastagem e adequação do galpão para alojamento dos ovinos”, atividades que ocorreram ainda nos meses de agosto e setembro, com a construção de cercas, com telas de proteção contra cães e outros animais, divididos em dois piquetes de manejo, cada um com 900 m², já com toda a irrigação instalada, preparados para o plantio da forrageira Tifton 85 – ideal para a nutrição dos carneiros, e adequações no galpão de alojamento dos ovinos, com instalação de cercas, bebedouros e comedouros. Em seguida foram realizadas as ações de “Recepção e manejo dos ovinos”, com aplicação de antisséptico nas paredes e piso e instalação de forração no solo para conforto térmico e cuidados com o bem-estar animal. Ainda foram administrados vermífugos e vacinas nos animais que foram entregues, onde vivem em regime de semiconfinamento, com suplementação alimentar com ração e sal mineral.

                Para os próximos anos, a meta é atingir a quantidade de 100 animais, com a construção de novos piquetes e promover a reprodução com controle de origem, além de desenvolver um abatedouro regulamentado para produção de carne, pele e lã.

                Parceria com criadores e instituições de ensino superior                 Um dos destaques do projeto fica por conta da participação dos criadores locais e regionais no desenvolvimento e aperfeiçoamento das técnicas de criação de ovinos. Através de visitas às propriedades rurais, analisando as estruturas que cada criador mantém em suas criações, o Diretor da Etec, Willians Pizolato, e o Prof. Leonardo analisaram as melhores práticas aplicadas regionalmente para desenvolverem uma “criação modelo” de ovinocultura.

                Além disso, em visita técnica realizada à escola em que o Prof. Dr. Rafael Silvio Bonilha Pinheiro, Zootecnista responsável pelo Departamento de Ovinocultura da Unesp de Ilha Solteira, convidado pelo prof. Leonardo, descreveu a importância dos alunos participarem ativamente das ações relacionadas à implantação do projeto de ovinocultura na Etec, conciliando a teoria da sala de aula com a prática de campo, já vislumbrando alguns dos objetivos do projeto, que é o de melhorar a contextualização e interdisciplinaridade das aulas.

Estas ações têm atraído o interesse dos produtores da região, que demonstraram grande satisfação pela Escola Agrícola procurar meios de melhorar este importante setor econômico do Município de Jales e da Região, e estão colaborando com o projeto através de doações de espécimes para a escola montar seu plantel inicial. Um dos grandes produtores regionais, Kosuke Arakaki (Luís Arakaki), da Agropecuária Arakaki (Fernandópolis), ofereceu duas fêmeas da raça Dorper para a Escola, com grande pureza de origem. Também foram doadores: Saulo de Tarso Pereira, Fazenda São José (Carneirinho), um casal da raça Santa Inês; Emerson Ferreira do Nascimento, Estância Santa Teresinha (Jales), duas fêmeas da raça Santa Inês; Sebastião Pires da Cunha, Senepol Cunha (Santa Salete), 2 fêmeas da raça Dorper; Rosana Estela Pessoa de Queiroz, Fazenda Santa Maria (São Sebastião do Pontal), 1 fêmea da raça Santa Inês, Márcio José Scatena, Chácara Nossa Senhora de Fátima (Jales), uma fêmea Dorper.

Aliada a formação do plantel, a preparação da área de pastagem também teve a participação de parceiros, como é o caso de Aurélio Olmedo Guerreiro, do Sítio União (Pontalinda), que doou todas as mudas da forrageira Tifton 85 e coordenou, junto com docentes, o plantio da área de pastagem dos ovinos.

Outro ponto de grande destaque é que em todas as fases de implantação do projeto a participação dos alunos foi fundamental para o sucesso desta nova plataforma de aprendizagem, pois eles tiveram a oportunidade de conhecer e contextualizar todo o conhecimento desenvolvido em sala de aula e exercitar as melhores práticas de manejo e cuidados com ovinos.

A ideia é que futuramente a Cooperativa-Escola, que funciona junto à Etec e que financiou grande parte da adequação de infraestrutura do projeto, possa oferecer serviços aos produtores, como Assistência Técnica e Extensão Rural, além de criar um ecossistema integrado de manejo, produção e comercialização de produtos de origem ovina.

Scroll To Top